PÁGINA PRINCIPAL

         

 
CONSULTÓRIO BÍBLICO E TEOLÓGICO

Pergunta Nº 15 - Algumas regras do tempo da Lei foram revogadas a partir de Jesus por essa razão, solicito informar se essa revogação também se aplica sobre a obrigatoriedade de ofertas quantitativa em forma de dízimo que era uma ordenança de Deus para os judeus.

 

Bispo Sebastião Elias

 

Pergunta:
Amado Bispo se possivel me tire uma duvida: entendo que algumas regras do tempo da Lei foram revogadas a partir de Jesus por essa razao, solicito informar se essa revogaçao tamabem se aplica sobre a obrigatoriedade de ofertas quantitativa em forma de dízimo que era uma ordenancia de Deus para os judeus. Pelo que entendo, as ofertas devem ser entregues de acordo com a renda e com a disponibilidade e o desejo do coração e nao sobre um percentual fixo. Gostaria que o senhor me explicasse se podemos ser livres dessa obrigatoriedade ou se devemos temer as maldiçoes que estavam previstas na Lei caso de não cumprir a ordenaça e a orientaçao dos pastores. Ficarei grato tambem com esse esclarecimento

 

Resposta:

O CUMPRIMENTO DA LEI.


Ouçamos a Palavra:

 

O Senhor Jesus disse;” Não penseis que vim destruir a lei ou os profetas; não vim destruir, mas cumprir”.(Mt.5.17) Na cruz Ele bradou: está consumado. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito.”(Jo 19.30) a tradução do termo grego seria mais real: está tudo pago. Paulo explica que Jesus, “ na sua carne desfez a lei dos mandamentos...”, (Ef.2.14-15)

se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas!”(2ª Co 5.17)

 

Se você está com Jesus, está livre de todo o jugo da Lei. E agora? Ficamos sem nenhuma Lei? Continuemos ouvindo o que Jesus ensina:

Um novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei a vós, que também vós vos ameis uns aos outros.”


(Jo 13.34)
Contudo é um novo mandamento que vos escrevo, o qual é verdadeiro nele e em vós; porque as trevas vão passando, e já brilha a verdadeira luz.”(1ª Jo 2.8) “ E agora, rogo-te, não como te escrevendo um novo mandamento, mas aquele mesmo que desde o princípio tivemos: que nos amemos uns aos outros.”(2ª Jo 1.5)” Um deles, doutor da lei, para o experimentar, interrogou-o, dizendo: Mestre, qual é o grande mandamento na lei? Respondeu-lhe Jesus: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento. Este é o grande e primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas.”(Mt 22.35-40)
 

Como podemos observar todos os feitos e ações de Deus se fundamentam na Sua essência, o amor.Tanto a Antiga como a Nova Aliança são expressões do amor dEle para o seu povo.


Ofertas e dízimos são atos atitudes, de amor;que existiram desde que o homem apareceu na terra como ato espontâneo de gratidão.


Vejamos:” Ao cabo de dias trouxe Caim do fruto da terra uma oferta ao Senhor. Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas, e da sua gordura. Ora,atentou o Senhor para Abel e para a sua oferta”(Gn 4.3-4)


Este é o primeiro culto de que temos conhecimento na face da terra.Quem pediu ofertas a eles? O sentimento de gratidão é espontâneo.”


Melquisedeque, (uma teofania de Jesus) rei de Salém, trouxe pão e vinho; pois era sacerdote do Deus Altíssimo e abençoou a Abrão, dizendo: bendito seja Abrão pelo Deus Altíssimo, o Criador dos céus e da terra! E bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus inimigos nas tuas mãos! E Abrão deu-lhe o dízimo de tudo.”(Gn 14.18-20) Quem pediu para Abraão dizimar, onde estava a lei que exigia? A lei mosaica só veio 430 anos depois...(Gl 3.17) Através da Bíblia não há culto sem oferta. Sim, mais se não há uma regra,lei ou norma, como contribuir?

 

Continuemos ouvindo a Palavra, e aprendamos os princípios do Reino praticados no Novo Concerto Aliança. Vejamos apenas três exemplos dos princípios que norteiam a contribuição em o Novo Testamento:


1)-Os irmãos da Macedonia:


Agora, irmãos, queremos que vocês tomem conhecimento da graça que Deus concedeu às igrejas da Macedônia.No meio da mais severa tribulação, a grande alegria e a extrema pobreza deles transbordaram em rica generosidade.Pois dou testemunho de que eles deram tudo quanto podiam, e até além do que podiam. Por iniciativa própria eles nos suplicaram insistentemente o privilégio de participar da assistência aos santos.
E não somente fizeram o que esperávamos, mas entregaram-se primeiramente a si mesmos ao Senhor...(2ªCo 8.1-5)Quando você realmente se entrega ao Senhor, a entrega dos seus bens são conseqüência.


Esse é o primeiro princípio das contribuições em a Nova Aliança.


2)- Zaqueu,
Jesus ... disse-lhe: Zaqueu, desce depressa; porque importa que eu fique hoje em tua casa.... Zaqueu, porém, levantando-se, disse ao Senhor: Eis aqui, Senhor, dou aos pobres metade dos meus bens; e se em alguma coisa tenho roubado alguém, eu lho restituo quatro vezes. Disse-lhe Jesus: Hoje veio a salvação a esta casa”(Lc 19.5,8) Quanto foi a oferta espontaneamente proposta por Zaqueu? “metade dos meus bens” Isso depois de consertar a vida devolvendo o que roubou e pagando o que devia.


Esse é o segundo princípio norteador de ofertar na Nova Aliança, no reino
.


3)-
Vejamos o terceiro exemplo de ofertar


a-
Uma viúva pobre
:” Jesus olhou e viu os ricos colocando suas contribuições nas caixas de ofertas. Viu também uma viúva pobre colocar duas pequeninas moedas de cobre E disse: “Afirmo-lhes que esta viúva pobre colocou mais do que todos os outros. Todos esses deram do que lhes sobrava; mas ela, da sua pobreza, deu tudo o que possuía para viver Qual foi o percentual?-TUDO-


Com grande poder os apóstolos davam testemunho da ressurreição do Senhor Jesus, e em todos eles havia abundante graça. Pois não havia entre eles necessitado algum; porque todos os que possuíam terras ou casas, vendendo-as, traziam o preço do que vendiam e o depositavam aos pés dos apóstolos. E se repartia a qualquer um que tivesse necessidade. b- (José Barnabé- Então, José cognominado pelos apóstolos Barnabé (que quer dizer, filho de consolação), levita, natural de Chipre, possuindo um campo, vendeu-o, trouxe o preço e o depositou aos pés dos apóstolos”


Analisemos: vendeu tirou o dizimou e trouxe? Não, trouxe o preço total -Isto é cristianismo,Nova Aliança, Novo Concerto Igreja de Deus.


Aí estão os princípios norteadores da contribuição na Nova Aliança.!!! Nós já aprendemos a fazer isso? Paulo diz:
Quanto a isso, temos muito que dizer, coisas difíceis de explicar, porque vocês se tornaram lentos para aprender. Embora a esta altura já devessem ser mestres, vocês precisam de alguém que lhes ensine novamente os princípios elementares da palavra de Deus.” (Hb 5.12) Ainda tropeçamos em quanto dar de oferta e se o dízimo é sobre o bruto ou sobre líquido!

 

A LEI QUE REGE O UNIVERSO É:”...Coisa mais bem-aventurada é dar do que receber.”(Atos 20.35) No dito popular: “é dando que se recebe.”E Jesus enfatiza: Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando vos deitarão no regaço; porque com a mesma medida com que medis, vos medirão a vós.”(Lc 6.38 NVI)


Tudo o que for semeado produzirá. Quem plantar pouco colherá pouco. Pela declaração do apóstolo, para quem semeia com mãos fartas, o retorno será na mesma proporção.
“E digo isto: Que o que semeia pouco pouco também ceifará; e o que semeia em abundância em abundância também ceifará.” (Por isso) Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, nem por constrangimento; porque Deus ama ao que dá com alegria.” (2ª Coríntios 9.6-7)

Nessa passagem, Paulo discorreu um pouco mais sobre o ato de ofertar. Sem dúvida, Deus não age com ganância – mas com amor – quando nos toca a fim de que contribuamos com certa oferta. É o Seu amor paterno que nos fala ao coração a quantia exata a ser doada.. Quem pouco semeia também colhe pouco, pois essa colheita vem sem a abundância referida na Palavra. Por outro lado, aquele que não é regrado no dar e oferta com liberalidade, segundo o que tocou seu coração, na mesma medida ceifará..

No livro de Provérbios há uma advertência sobre o dar: “ Há quem dê generosamente, e vê aumentar suas riquezas; outros retêm o que deveriam dar, e caem na pobreza.” (Pv.11.24NVI),

Ofertar é sinal de amor a Deus. Por ser a oferta uma das melhores maneiras que temos de de­monstrar o nosso amor com relação ao Pai e à Sua obra, o diabo tem um tremendo ódio a esse ato do culto. Geralmente, o momento de recolher con­tribuições é o que o pecador, que não quer curvar-se à Palavra, mais odeia em um culto. O apóstolo Paulo, no entanto, estava alargando o nosso entendimento sobre as contribuições para a obra de Deus e o envolvimento divino e especial que há nessa sagrada atitude.


O dízimo é um percentual fixo de tudo aquilo que recebemos,é como a Cartilha da Infância do povo de DEUS. Quando será que o povo de Deus debaixo da Nova Aliança vai deixar a Cartilha dos rudimentos de Aritmética e passar para os compêndios de Álgebra e alta matemática no que tange à contribuição?”
vocês se tornaram lentos para aprender. Embora a esta altura já devessem ser mestres, vocês precisam de alguém que lhes ensine novamente os princípios elementares da palavra de Deus...” (Hb 5.12NVI)

Quando o povo de Deus aprender a ofertar como Nova Aliança não será necessário falar em dízimos nem outras campanhas financeiras...


Conclusão


Temos:


a)-
“superior aliança” (7.22)

b)-“superior sacerdócio” (8.1-10)

c)-“superiores promessas”(Hb.8.7)

d)-“excelente ministério” (8.6 )

Quando chega o momento da contribuição,voltamos aos rudimentos da infância, ao inferior, e ainda nos atrapalhamos se dizimamos sobre o bruto ou sobre o líquido e enquanto decidimos sobre isso nos atrasamos,na entrega e acabamos nem ofertando como Novas Criaturas nem como crentes da Velha Aliança.

 

Observe os princípios norteadores para a contribuição na Nova Aliança.

1-Entrega pessoal- Macedonios.

2-Metade das posses- Zaqueu

3-Tudo-Viuva pobre; José Barnabé.

Home  |  Voltar

ESPAÇO DA

FAMÍLIA

» Saiba Mais   

Menu de Navegação

Home        |        Quem Somos        |        Estudos Bíblicos        |        Bíblia Online        |        Pedido de Oração        |        Entre em Contato

 

Palavra Pré Existente

Site: www.palavrapreexistente.com.br

Telefone: + 55 (71) 3016-9400

E-mail: contato@palavrapreexistente.com.br

WEBSID Internet

Acesso Restrito | Webmail